Já pensou em fazer drag, mas não sabia como se montar? Pois bem, encontrei um artigo super interessante no site Team e resolvi trazer um resumão em português para vocês. Aliás, uma das drags que participou das dicas foi a ganhadora do RuPaul’s Drag Race: All Stars 2: Alaska Thunderfuck.

Alaska Thunderfuck dá dicas de como se montar pela primeira vez
A vencedora do All Stars 2, de Rupaul. Foto do Insta @theonlyalaska5000

Hoje em dia, com a popularidade do reality RuPaul’s Drag Race, além de várias divas drags como Pabllo Vittar e Glória Groove, a cultura drag está em alta. Por isso, com o estado da arte drag em alta, o interesse desperta em muita gente que se pergunta como se montar pela primeira vez.

Além disso, o poder drag está relacionado com o fato de poder ser quem quiser, sem regras ou limitações. Assim, a arte drag está além do binarismo de gênero e acima de estereótipos e preconceitos da sociedade, como uma forma de arte deliciosa e extravagante. Então, antes de mais nada, você precisa saber que seu estilo drag pode ser o que você quiser!

Como criar a sua persona drag?

Antes de descobrir como se montar, é preciso criar a sua persona drag. Para isso, confira as dicas de algumas drag queens experientes que concordam que, em síntese, é preciso pensar grande.

Para Alaska, as melhores personas drags são exatamente quem você é, só que no volume máximo. Então, sua persona deve ser baseada na sua própria personalidade. A estrela adiciona que é preciso prática, ir ao palco sempre que puder e então você poderá sentir o que funciona e o que não funciona para ela.

Para a drag KaiKai Bee Michaels, a arte drag é, no fundo, uma paródia. Segundo a artista, você precisa selecionar uma expressão de gênero com cuidado, como se analisasse seus detalhes no microscópio e, depois, transformar isso numa versão extremamente maior.

Já a drag Jelly Jellyfish adiciona que é preciso ter algumas questões em mente. O que te motiva? O que sua persona quer? Do que ela precisa? Quais são as preocupações dela?

Como se montar: identifique sua persona

Por fim, a artista Kitty Powers sugere prestar atenção nas personalidades que capturam seus olhos. Assim, prestando atenção em performances e imagens que te inspiram, você pode se motivar a criar algo novo, fruto das suas coisas favoritas.

Enfim, com essas dicas, você poderá ter uma ideia muito melhor do que você quer levar aos palcos em drag. Além disso, dedique um tempo para pensar no seu nome. Aqui, no Brasil, a dupla de drags Armário de Saia demonstrou total criatividade no seu nome.

Do que eu preciso para começar a me montar?

Nesse ponto, a maioria das drags concorda que não é preciso investir muito no começo, apenas se você puder arcar com os custos. O essencial é ter uma base de qualidade (a TV Paint Stick é a mais popular), um pó translúcido ou uma sombra branca e, claro, muita criatividade. Assim, tudo depende do seu orçamento e do quanto você está disposto a gastar.

Para Alaska, pincéis de maquiagem são essenciais e vão durar por muito tempo se você se lembrar de limpá-los. Além disso, uma peruca maravilhosa faz toda a diferença, então, se puder investir, compre sem pensar duas vezes.

Pincéis de maquiagem
A maquiagem é essencial para a arte drag.

Já para KaiKai, não é preciso se preocupar tanto assim. Com alguns pincéis e escolhendo com cuidado suas maquiagens, você pode abusar das combinações. Nesse caso, foque mais na sua técnica, que, muitas vezes, se destaca mais do que acessórios e maquiagens caríssimos.

A drag Jelly vai na mesma linha defendendo que não é preciso gastar uma fortuna. Para ela, não é necessário comprar marcas caras, perucas fabulosas e edições limitadas de sombras. Assim, você pode ser econômico e criativo com seus looks e perucas, atingindo resultados impressionantes.

Porém, Jelly ressalta que o TV Paint Stick é fundamental, além de uma boa sombra da cor branca. Com esses instrumentos e uma paleta de sombras, você tem nas mãos uma variedade incrível para explorar. Então, seja estratégico e descubra o que funciona para seu tipo de drag.

Por fim, Kitty recomenda investir numa boa base como o TV Paint Stick e num pó translúcido. Já sombras e blushes podem ser mais baratos. Além disso, um batom vai durar por muitíssimo tempo. Se o problema forem os cílios, é possível empilhar alguns mais baratos, se você tiver uma boa cola, claro.

Como fazer maquiagem drag?

Segundo Kai Kai, a prática é a melhor amiga da drag, pois é um longo caminho para se aperfeiçoar. Apenas com o tempo você vai adquirir uma técnica incrível de maquiagem e desenvolver seu estilo próprio.

Para a drag Alaska, a melhor solução é roubar, ou melhor, buscar inspirações, ter referências. A artista revela que aprendeu suas maquiagens olhando fotos de outras queens na internet e fazendo a sua versão. Então, é uma espécie de engenharia reversa, analisando cada parte detalhe das maquiagens e reproduzindo em você até encontrar suas particularidades, seu estilo.

Já para Jelly, o YouTube é a melhor saída e tem professores incríveis de maquiagem. Vale lembrar que até mesmo a Pabllo Vittar aprendeu por lá. Além disso, Jelly separou esse tutorial incrível:

Esse é tutorial de Rock M. Sakura que foi indicado pela drag Jelly Jellyfish

Além disso, a artista ressalta que, na arte drag, mais é mais então não é preciso se preocupar em maquiar por cima do que já foi maquiado, qualquer coisa você volta um pouco até encontrar as formas e o estilo de que você gosta.

Como minha drag pode se apresentar ou ser agenciada?

A sugestão de Jelly é procurar por bares LGBT+ e por outras drags. Nessa empreitada, é importante ser sempre gentil, prestativo e atencioso. Aplauda as outras queens, faça fotos e vídeos dos números, peça gentilmente dicas para elas e deixe a atitude de diva para quando você estiver no palco.

Para Alaska, realmente a atitude positiva é a chave para o sucesso. Então, você precisa estar disposto para trabalhar de graça ou recebendo um valor simbólico no começo da carreira. Nesse momento, você poderá se apresentar para várias pessoas e demonstrar seu profissionalismo, o que poderá gerar oportunidades. Além disso, é uma excelente maneira de fazer novas amizades.

Porém, KaiKai ressalta que é importante deixar claro aos produtores que você está fazendo um favor, e não que o gratuito é o valor padrão que você cobra. Além disso, aproveite o seu tempo para observar as performances de outras drags, com um olhar crítico para perceber o que funciona e o que não funciona para cada audiência.

Grupo de drag queens
Um dos segredos para conseguir se apresentar ou ter alguém te agenciando é conhecer mais gente do meio LGBT+

Assim, como ocorre em muitas indústrias, o peso de quem você conhece (o famoso “quem indica”) acaba sendo um fator essencial. Por isso, procure conhecer o maior número de pessoas e ter certeza de que elas também vão te conhecer, ou melhor, conhecer o melhor que tem em você.

Como se montar com orçamento limitado?

Nesse tema, a drag Kitty já começa ironizando dizendo para desistir. Alaska complementa dizendo que a dura verdade é que a arte drag vai consumir todo o seu dinheiro, pois é muito difícil conseguir algum lucro no início da carreira, quando você ainda está aprendendo como se montar.

Já Jelly sugere fazer escolhas econômicas e parcimoniosas, sempre com criatividade. Use cartolina, plástico, materiais encontrados em lojas de R$ 1,99. Além disso, a drag também recomenda não se preocupar muito em repetir looks, até porque, se você estiver no palco pensando que repetiu o look, sua performance não vai ser muito boa. É só subir lá com confiança que qualquer deslize no look vai passar despercebido.

Assim, Alaska complementa dizendo que, se você trabalhar duro e entregar ao mundo alguma coisa que só você tem, você pode fazer tudo acontecer. Então, você pode desfrutar a sensação mágica de ter seu público caindo de amor pelo que você está entregando no palco.

Será que você aprendeu como se montar?

Se você está pensando em se montar, eu espero, de verdade, que esse artigo possa ter te ajudado. Para mim, foi um texto incrível encontrado e, por esse motivo, resolvi traduzi-lo e trazer para os brasileiros que querem iniciar sua carreira drag e precisam de alguma luz para orientá-los.

Por fim, gostaria de apresentar uma das minhas peças favoritas da The Pride, que é a camiseta Cultura Drag. Sério, olha só como ela fica linda na foto abaixo. Você pode adquiri-la por R$ 59,90 no site The Pride e receber no conforto da sua casa clicando neste link ou na imagem.

Camiseta Cultura Drag para você que aprendeu como se montar
A camiseta cultura drag faz parte da coleção de camisetas do orgulho LGBT+ da The Pride.