Estamos todos na luta contra o coronavírus. Dei uma pesquisada em toda a internet e preparei esse guia compilado com todas as informações de que você precisa❤️.

O que é?

O SARS-CoV-2 (nome oficial do novo coronavírus) é um vírus pertencente à família de coronavírus, causadora de infecções respiratórias. O novo coronavírus foi identificado em 31/12/2029, na China, e causa a doença de mesmo nome coronavírus (ou Covid-19), que pode evoluir para doenças respiratórias graves.

O nome coronavírus apareceu devido ao seu aspecto de coroa.

Pelo que tudo indica, o vírus originou-se por processos naturais em morcegos, passou por um animal intermediário e, assim, acabou infectando milhares de pessoas no mundo inteiro.

Como ocorre a transmissão?

As principais formas de transmissão do novo coronavírus são:

  1. Ar: gotículas de saliva, espirro e tosse.
  2. Contato físico: apertos de mão, abraços, beijos, multidões, etc.
  3. Áreas contaminadas: celulares, maçanetas, corrimões, etc.

Segundo pesquisas, o SARS-CoV-2 é um vírus bastante resistente, podendo resistir por até três horas em gotículas ao ser expelido no ar por uma tosse. No papelão, o tempo de vida atinge 24 horas, chegando a 2 ou 3 dias em superfícies de plástico e aço inoxidável.

Em quanto tempo os sintomas aparecem?

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), os sintomas aparecem entre 1 e 14 dias. Por isso, as medidas de quarentena são muito importantes, para evitar transmitir o vírus mesmo sem sintomas.

Quais os sintomas?

O sintoma mais comum é a febre, com tosse seca ou com secreção, cansaço, congestão nasal, dor de garganta e diarreia. Em alguns casos, podem ocorrer a dificuldade respiratória e a insuficiência renal.

Utiliza lenços para higiene nasal

Qual a gravidade do coronavírus?

A COVID-19 tem uma taxa de letalidade média de 3,6% no mundo. Entretanto, a taxa pode ser maior ou menor em alguns países. Na Alemanha, a taxa é de apenas 0,36% frente a 8% na Itália, um dos países que mais sofre com a pandemia.

Alguns estudos apontam que em média 80% dos infectados se recuperam sem necessitar de tratamento. Por outro lado, idosos e pessoas com doenças crônicas (diabetes, hipertensão, etc.) são considerados grupo de risco com maior propensão a desenvolver a doença no estágio mais grave.

Dessa maneira a COVID-19 mata mais que gripe e sarampo, mas é menos letal que vírus como Ebola, Sars e Mers. A taxa de letalidade entre idosos pode passar dos 15%.

Como posso me previnir?

As orientações gerais para previnir a contaminação pelo SARS-CoV-2 são:

  • Evitar sair de casa, exceto para situações emergenciais;
  • Evitar aglomerações e locais fechados;
    Não tocar olhos, nariz e boca sem a devida higienização;
  • Não compartilhar objetos de uso pessoal;
  • Usar lenços descartáveis para a higiene nasal;
  • Cobrir o rosto com o braço ao tossir ou espirrar;
  • Evitar contato pessoal com pessoas infectadas.
Lave as mãos com água e sabão
Utiliza água e sabão para higienização das mãos ou álcool em gel a 70% no mínimo.

Precisando sair de casa

  • Escolha uma roupa que proteja ao máximo o seu corpo e evite acessórios como brincos, colares, pulseiras, etc.
  • Leve lenços descartáveis e álcool gel com você e use sempre que tocar em algo e jamais leve a mão ao rosto sem a devida higienização;
  • Evite o transporte público se possível;
  • Mantenha distância das demais pessoas;
  • Prenda o seu cabelo.

Ao chegar em casa, também é preciso tomar mais cuidados:

  • higienize-se imediatamente e também tudo que veio com você: bolsa, carteira, chaves, celular, computador, etc.
  • tire a roupa e coloque para lavar imediatamente – se puder, deixe os sapatos na entrada de casa;
  • aproveite para tomar um banho e fazer a higienização completa.

Tome muito cuidado com o seu celular. Desligue o aparelho, remova os acessórios e, com cuidado, limpe o celular e a capinha utilizando álcool específico para equipamentos eletrônicos a 70%. Jamais jogue álcool diretamente no dispositivo e evite usar tecidos que soltam fiapos.

Dicas para ficar em casa

Nesse momento, é fundamental ficar em casa para evitar a proliferação do vírus. Aqui vão algumas dicas para ajudar nessa difícil tarefa:

  • Sempre que possível, faça pedidos pela internet em vez de ir ao mercado, farmácia, etc.;
  • Se precisar sair para o mercado, por exemplo, vá sozinho;
  • Tente fazer suas refeições em casa e lave frutas, verduras e legumes com cuidado;
  • Não compartilhe objetos pessoais com outras pessoas que moram na casa;
  • Mantenha a casa limpa: maçanetas, computadores, celulares, mesas, roupas de cama.

Além disso, é fundamental encontrar uma atividade para fazer nesse momento. Caso não esteja trabalhando de home office, você pode aproveitar para colocar as séries em dia, assistir a filmes, jogar videogame, conversar online com os amigos ou até mesmo começar um curso de línguas. Encontre algo que te agrada e exercite esse hobby.

Confira a seleção que fizemos de 10 filmes LGBT+ para assistir em casa nessa publicação: https://thepride.com.br/10-filmes-lgbt-que-voce-precisa-assistir-ja/

Preciso usar máscara?

Se você não apresenta sintomas, use máscara apenas se estiver cuidando de alguém com suspeita. Se tiver algum sintoma, é importante utilizar a máscara para evitar uma possível transmissão.

As máscaras são muito importantes para os profissionais da saúde, por isso devemos evitar o seu uso desnecessário para que não haja falta de produtos para os profissionais que estão salvando a vida dos doentes.

Quando devo procurar ajuda médica?

Lembre-se de que o melhor cuidado é a prevenção
No momento, a prevenção é a melhor maneira de enfrentar o problema. Vá ao hospital apenas diante de casos graves.

Segundo Luiz Cardoso, do Hospital Sírio-Libanês, se os sintomas forem leves, o melhor é ficar em casa e entrar em contato com o médico. Procure o hospital se tiver febre alta associada a problemas respiratórios ou se teve contato com alguma pessoa contaminada e agora está com os sintomas. É importante lembrar que o hospital é um local onde há muita exposição, podendo levar a contaminações desnecessárias.

Existe cura para a COVID-19?

Ainda não existe medicamento ou vacina para a doença causada pelo novo coronavírus. Entretanto, a comunidade médica científica do mundo todo está em busca de um tratamento e já estão sendo feitos testes em humanos.

Na maioria dos casos, o tratamento é repouso e hidratação, utilizando analgésicos e antitérmicos para aliviar os sintomas.

E sobre a cloroquina e a hidroxicloroquina? Esses medicamentos, defendidos por Trump e Bolsonaro, são utilizados no tratamento de malária, lúpus eritematoso e artrite reumatoide. Não há, até o momento, pesquisas que atestem sua eficácia e segurança no tratamento da COVID-19. Não compre esses medicamentos sem prescrição médica, pois, além dos efeitos colaterais graves, há pessoas utilizando a medicação no tratamento de outras doenças.

Nota aos clientes The Pride

Mudamos o nosso procedimento de entrega para garantir a segurança dos nossos clientes. Toda a preparação dos pedidos é feita com cuidado apenas pelos criadores da marca que pessoalmente deixam sua peça com um dos parceiros logísticos.

Todas as entregas estão sendo feitas utilizando uma embalagem extra e higienizada. Ao receber seu pedido, descarte a embalagem externa imediatamente. Os prazos de entrega podem ser um pouco maiores nesse período.