Descubra o significado de transgênero, transexual e travesti

Você sabe a diferença entre transgênero, transexual e travesti?

Muita gente acha que sabe o significado de transgênero, transexual e travesti , mas na hora de explicar acaba se enrolando. Já fizemos um guia explicando as letras da sigla LGBT+ e até um dicionário de termos. Mas, nesse artigo, vamos tratar exclusivamente desses 3 Ts que, às vezes, passam batidos até mesmo dentro da nossa comunidade colorida.

Por isso, preparamos um artigo bem completo para fixar os conceitos e evitar cometer gafes se confundindo. Espero que você chegue ao final desse artigo sabendo exatamente os significados de transgênero, transexual e travesti.

Transgênero, transexual e travesti não são orientações sexuais

Já começo por aqui para deixar bem claro. A orientação sexual está relacionada ao gênero pelo qual sentimos atração, podendo ser homossexual, bissexual, heterossexual, assexual. Por sua vez, as palavras transgênero, transexual e travesti estão ligadas à identidade de gênero e à expressão de gênero. Resumindo, trans não é o mesmo que gay, na verdade não tem relação nenhuma. Identidade de gênero é uma coisa, orientação sexual é outra.

Basicamente, a identidade de gênero é a forma como a nossa personalidade, nosso ser social, se associa a um gênero homem ou mulher (ou flui entre eles). Por sua vez, a expressão de gênero é a maneira como a pessoa externaliza seu gênero na sociedade, podendo ser feminina, masculina ou andrógina. Conceitos fixados, vamos seguir em frente.

O que é transgênero

Vamos lá, a maneira mais fácil de entender essa palavra é analisando a sua morfologia, isto é, a junção do prefixo “trans” com a palavra “gênero”. Primeiro, vamos analisar o prefixo “trans”. Segundo o dicionário Priberam, ele vem do latim e significa “além de”, “através”.

Portanto, a palavra transgênero indica uma situação que vai além das definições tradicionais de gênero. Em outras palavras, trata-se de ultrapassar e transcender as normas binárias de gênero impostas pela sociedade. Por esse motivo, a palavra transgênero é uma espécie de “mãe” para agregar transexuais, travestis, drags, crossdressers, não-binários e todos aqueles que superam e rompem com o binarismo cultural do gênero.

Em algumas ocasiões, como ressaltado pela Super Interessante, o termo pode ser sinônimo de transexual e, com isso, algumas vezes você pode encontrar o termo “trans” referindo-se indistintamente a ambas as palavras. Além disso, como se trata de uma questão de identidade, é importante ressaltar que não é necessário nenhum procedimento cirúrgico para que a pessoa seja transgênero. É exatamente por este motivo que essas pessoas também mudem seu nome e lutem para que seu nome social seja reconhecido publicamente.

Cartunista Laerte se define como mulher transgênero
A Cartunista Laerte se apresenta como mulher social ou mulher possível
Créditos: Observatório G

A Cartunista Larte é um exemplo de quem se define como transgênero, conforme você observa aqui nessa publicação do Observatório G. A cartunista, por exemplo, não alterou o seu nome e passou a se expressar de maneira transgênera.

Entendendo a transexualidade

Quando nascemos, recebemos uma designação compulsória de gênero de acordo com o nosso órgão reprodutor. Dessa maneira, podemos nascer e receber o gênero homem ou mulher, que vai estar na nossa certidão de nascimento e em uma infinidade de documentos.

Porém, nem sempre a nossa identidade de gênero, que é a maneira como nos sentimentos e nos identificamos, é a mesma que nos foi atribuída quando nascemos. Portanto, quando a pessoa tem uma identidade de gênero diferente do seu sexo biológico, ela é considerada transexual.

Você consegue imaginar como deve ser difícil viver em um corpo que não faz parte da sua personalidade? É precisamente por este motivo que os transexuais podem buscar tratamentos hormonais e a cirurgia de redesignação sexual para adequar o seu corpo à maneira como se enxergam e se constituem como seres sociais. Ah, só um detalhe importante: nem sempre a pessoa transexual precisa passar pela cirurgia de readequação sexual, pois isso é uma característica muito pessoal e não tanto física. Tudo depende do desconforto gerado na formação da identidade de cada indivíduo.

Assim sendo, se um indivíduo recebeu o gênero “mulher” ao nascer e sempre teve a identidade de gênero “homem”, teremos um homem trans, por exemplo, Thammy Miranda. Por outro lado, a pessoa que nasceu no gênero “homem” e tem a identidade “mulher”, como a youtuber Bianca Alves, que, inclusive, já nos deu entrevista aqui no blog.

Uma das personalidades mais conhecidas que prefere adotar o termo transexual é Tammy Miranda. Em uma ocasião, o famoso já checou a corrigir internautas ao afirmar “não sou mulher, sou transexual”, conforme reportagem do jornal Extra.

Thammy Miranda se identifica como transexual
Foto de perfil do instagram @thammymiranda

Então, conseguiu perceber como as palavras são diferentes? Nesse caso, houve uma superação do sexo biológico e, justamente por isso, a palavra vira “trans” + “sexo”. No caso da palavra transgênero, como mostramos, ela é um pouco mais ampla, porque envolve outras situações de rompimento com o binarismo sociocultural do gênero.

Às vezes, eu associava pensando que todo transexual era transgênero, mas nem todo transgênero é transexual. Mas nem sempre isso é verdade porque, como falei, tudo depende da maneira como cada indivíduo vai preferir se identificar.

A Travesti

Se liga, reparou no artigo “a” antes de travesti? Fiz isso para deixar claro que não se usa “o travesti”, porque é uma identidade feminina, de acordo com o Manual de Comunicação LGBTI+. Para fins de curiosidade, a palavra de origem francesa indica “transformar-se de maneira a adotar o vestuário, os hábitos sociais e comportamentos usuais do sexo oposto” (dicionário Priberam).

Assim, a travesti pode usar vestimentas, adotar trejeitos e se submeter a terapias hormonais com objetivo de expressar o gênero feminino. Entretanto, nem sempre haverá cirurgia de readequação sexual, pois em geral não há desconforto em relação ao órgão genital.

Indo além, é importante saber que a palavra travesti foi muito utilizada como forma de discriminação às pessoas mais pobres que passaram a se vestir como mulheres ou adotaram processos para se alinhar ao gênero com o qual se identificam.

Provavelmente você já ouviu as palavras “travesti”, “traveco” ou “travecão” usadas de forma depreciativa, ofensiva. Isso porque a palavra travesti é muito antiga e existia antes de avanços da medicina como as cirurgias de adequação de gênero. Assim, o termo evoluiu numa sociedade marcada pelo preconceito e acabou associado a uma forma pejorativa de se referir às travestis.

Por esse motivo, a palavra travesti ganhou forte viés socioeconômico e foi adotada como identidade por muitas pessoas em um ato de militância e resistência aos padrões heterocisnormativos da sociedade. Um dos maiores nomes foi a atriz Rogéria, que faleceu em 2017, aos 74 anos de idade.

A falecida atriz Rogéria se definia como a ‘travesti da família Brasileira’
Divulgação

Para finalizar, vale avisar que a palavra travesti costuma ser erroneamente utilizada para se referir à mulher trans que não fez sua cirurgia de readequação sexual. Esse conceito é totalmente errado, pois a questão da identidade parte da própria pessoa que se definirá como transexual ou travesti.

Aprendeu as diferenças entre transgênero, transexual e travesti?

Acho que deu para deixar claro que identidade de gênero e sexualidade são duas coisas distintas, né? Mas, sendo sincero, às vezes é comum se confundir, porque as pessoas não cabem em pacotinhos predefinidos, afinal cada indivíduo é um ser único e inconfundível. Dessa maneira, ao se comunicar com alguém, vale sempre a regra do bom senso: pergunte como a pessoa prefere ser tratada e entenda como ela se identifica.

Enfim, como falei, mesmo essas 3 palavras não são suficientes para agrupar todas as pessoas. Você pode conhecer uma pessoa, por exemplo, que prefere ser identificada como travesti por motivos políticos e pessoais. Nesse caso, a solução é simples. Pergunte como a pessoa se identifica, afinal de contas o respeito vem sempre em primeiro lugar.

Se você gostou dessa publicação, acho que também pode gostar da camiseta com a frase “Amor Não tem Gênero”, usada pela Bianca Alves na foto a seguir e disponível para compra neste link: https://thepride.com.br/loja/basic/camisetas/camiseta-amor-nao-tem-genero/

Bianca Alves sabe explicar transgênero, transexual e travesti
Bianca Alves, com a camiseta Amor Não tem Gênero